sexta-feira, 8 de maio de 2015

Curso de Pedagogia Empresarial e Educação Corporativa


Curso de Pedagogia Empresarial e Educação Corporativa

Dia 23/05 (sábado), o Instituto Paulista de Educação e Saúde - IPES, promoverá mais uma edição do curso de Pedagogia Empresarial e Educação Corporativa.

Temas:
Andragogia
Novos rumos da pedagogia no Brasil - Campos de atuação; 
Papel do Pedagogo nas Organizações;
Educação permanente, treinamento e desenvolvimento humano;
Ética pessoal, profissional e organizacional;
Comportamento e postura profissional;
Introdução a Teoria Geral da Administração;
Gestão de Pessoas.



Data: 23/05/2015

Horário: das 08h às 13h.   

Investimento: $ 150,00

Inclui: Participação no treinamento, material de apoio, certificado expedido pelo Instituto de Educação e Saúde - IPES e Coffee Break.


Local: Clínica Psicológica – Rua Dr. Neto de Araújo, 363 – Vila Mariana -  (200 metros da estação Vila Mariana do metrô)  


Público-alvo:
Pedagogos, docentes e graduados em diversas áreas do conhecimento que possuam interesse em atuar na gestão de pessoas, na área de treinamento e no desenvolvimento profissional.







Prof. Marcelo Clemente e alunas do Curso de Pedagogia Empresarial do 
Instituto Paulista de Educação e Saúde - IPES

Preletores:
 Marcelo Clemente - Mestre em Educação pela Universidade Federal de São Paulo. Pedagogo e Psicopedagogo Clínico e Institucional. Atuou como Coordenador da área de TI do Senac. Professor de cursos de pós graduação. Palestrante. Consultor Pedagógico e Empresarial. Palestrante com experiência em Treinamento e Desenvolvimento de Pessoas, tendo prestado consultorias em empresas como FEBRABAN - Federação Brasileira de Bancos, Companhia Brasileira de Alimentos - CBA, SEPROSP – Sindicato das Empresas de Processamento de Dados e Serviços de Informática do Estado de São Paulo, Grupo Don Bosco, Hospital Geral de Taipas, Prefeitura Municipal de São Paulo entre outras.
É Mediador do Programa de Enriquecimento Instrumental, certificado pelo Institute Feuerstein - Jerusalém, Israel.

Meire Reis - Economista graduada pela Universidade Prebiteriana Mackenzie. Especialista em Recursos Humanos pela FAAP. MBA em Gestão Empresarial. Consultora e Professora Universitária. Larga experiência nas áreas de Treinamento e Desenvolvimento de Pessoas no mundo corporativo
.


Profª Meire Reis, ministrando aula sobre Treinamento e Desenvolvimento de Pessoas.

Alunas realizando atividade em dupla, durante o curso de Pedagogia Empresarial

Caso tenha interesse em participar, envie um e-mail, formalizando seu interesse e entraremos em contato.

Informações e inscrições: marcelorhema@gmail.com

http://educacaonasempresas.blogspot.com.br/

Fone: (11) 9 7472-5474 com Prof. Marcelo



Encontro sobre Educação Corporativa - DE 29 DE SETEMBRO A 01 DE OUTUBRO DE 2015

O mais tradicional encontro sobre Educação Corporativa chega a 2015 com formato inovador, cases inéditos e soluções para T&D em diversos níveis de maturidade.


Proteja sua área de T&D frente ao cenário desfavorável: conheça métricas de valor agregado pela Educação Corporativa, a economia embutida na Educação a Distância, tendências internacionais que estão chegando no Brasil, e iniciativas estratégicas para aumentar a produtividade da área.

2014 deixou um gosto amargo para o paladar corporativo. Copa e eleições estagnaram investimentos e as perspectivas de crescimento para o Brasil em 2015 intimidam abundância nas empresas. Mais do que nunca, a área de treinamento e desenvolvimento precisa mostrar produtividade: redução de custos e indicadores que demonstrem seu valor nos resultados do business. 
Congresso de Educação Corporativa do IQPC, em sua 8ª edição, está de volta em 2015 com um foco inovador em como grandes empresas estão se organizando para um cenário incerto. Painéis, apresentações de cases e workshops serão apresentados sob este prisma, mas com o intuito de apresentar estratégias e soluções para o sucesso da área de Educação Corporativa frente ao atual contexto.
Em setembro, reúna-se a cerca de 200 profissionais de Educação Corporativa com um fim comum: manter a área de T&D intacta frente ao cenário desfavorável.
  • Cases inéditos
  • Painéis de discussão com referências em RH
  • Aprofundamento em Educação a Distância
  • Workshops sobre a estruturação de uma Universidade Corporativa
  • Corporate Leaders’ Boardroom – reunião fechada a convidados, diretores e VPs, para discussão de temas estratégicos de Educação Corporativa
  • Masterclass sobre Design Thinking
  • Gamification
E muito mais!
Maiores Informações: http://www.educacaocorporativabrasil.com.br/

Educação Corporativa.
Educação corporativa pode ser definida como uma prática coordenada de gestão de pessoas e de gestão do conhecimento tendo como orientação a estratégia de longo prazo de uma organização.
Educação corporativa é mais do que treinamento empresarial ou qualificação de mão-de-obra. Trata-se de articular coerentemente as competências individuais e organizacionais no contexto mais amplo da empresa. Nesse sentido, práticas de educação corporativa estão intrinsecamente relacionadas ao processo de inovação nas empresas e ao aumento da competitividade de seus produtos (bens ou serviços). 

Fonte: http://www.educor.desenvolvimento.gov.br/educacao

Compreendendo melhor a Pedagogia Empresarial

1. INTRODUÇÃO:

A Pedagogia é a ciência por meio da qual o pedagogo pesquisa, estuda, elabora e aplica, por meio de didáticas, metodologias, técnicas e estratégica de ensino-aprendizagem e conteúdos relacionados às necessidades da pessoa humana em um determinado contexto. Isto se dá por meio de programa e planejamento adequados, os quais, visando princípios formadores adequados e aplicáveis ao indivíduo, aperfeiçoam e estimulam as faculdades das pessoas, seguindo ideais e objetivos definidos. A Pedagogia Empresarial é a parte da Pedagogia aplicada às relações existentes em uma empresa, independente de seu porte, com vistas a gerar mudanças no comportamento de seus integrantes, de modo a melhorar a atuação profissional, pessoal, familiar e interpessoal. As atribuições tradicionalmente ligadas ao Departamento de Recursos Humanos cabem ao pedagogo, cujos conhecimentos o qualificam a interagir com todos os setores da empresa. O Pedagogo Empresarial desempenha sua função com propósito de provocar mudanças em favor dos funcionários, empresa e clientela. Sua prática ocorre por meio de treinamentos, palestras, cursos, educação continuada, testes de aptidão, avaliações, observações, atividades envolvendo os funcionários e seus familiares, em uma mesma empresa, filiais, eventos promocionais e comerciais, entre outros. Refletindo sobre alguns aspectos fundamentais em sua atuação fica demonstrada a importância da presença e do pedagogo no âmbito das empresas, articulado com os demais profissionais na valorização e formação continuada dos trabalhadores e colaboradores que a compõem, valorizando os saberes e formando referências em favor da mesma tendo em vista uma prática que caracterize estreita conexão global. Dessa forma o Pedagogo Empresarial contribui com a valorização dos saberes existente além de intervir positivamente na qualificação constante dos funcionários, melhorando as práticas produtivas, possibilitando uma formação constante em termos de referenciais e valores diversificados.

2. DESENVOLVIMENTO:

Analisando pequena parte da vasta documentação relacionada ao exercício de suas atribuições, percebe-se que o Pedagogo Empresarial foca sua atuação primeiramente em conhecer a empresa em que trabalha, uma vez que os objetivos da empresa devem direcionar seu trabalho junto aos funcionários e demais colaboradores. Para tanto, conhecendo a empresa e expandindo seus conhecimentos quanto ao gênero humano em suas relações interpessoais e familiares, poderá desenvolver melhor seu trabalho em benefício de todos. Para que haja um bom desenvolvimento de suas ações, é fundamental que todos os seguimentos da empresa sejam envolvidos e priorizados em suas ações pedagógicas. Isso visa um melhor e mais eficaz envolvimento dos colaboradores em torno dos propósitos da empresa. Para tanto, o pedagogo bem formado necessita conhecer tudo quanto diga respeito à pessoa humana, no campo da filosofia, da psicologia, das relações humanas e técnicas envolvidas no sistema organizacional da empresa. Isso deve ocorrer em todos os setores para que haja uma homogeneidade no aprendizado e crescimento para todos. Agindo assim estará apto para orientar de maneira eficaz, apontando soluções práticas e adequadas diante de problemas que estejam ocorrendo ou venham a ocorrer.
Alguns conceitos sobre educação, saberes, práticas e referências que se destacam servem de orientações ao Pedagogo Empresarial, uma vez que o ponto de partida é a educação como um processo de formação do ser humano, de suas personalidades ao longo de toda sua vida. O funcionário é um ser em constante formação e de formação em suas relações interpessoais, na família, no trabalho e na sociedade. Nesse sentido aplica-se a definição de educação como uma forma do educando, enquanto funcionário, assimilar os valores ligados à cultura, à ética e moral, quanto ao seu grupo social e de trabalho, sua família e a sociedade que o envolve, auxiliando-o a viver de maneira mais eficiente e eficaz na aplicação destes.
Algumas atividades úteis para equilibrar a produtividade constam de exercícios que visam reconquistar a auto-estima, transmitir conhecimentos relacionados às questões profissionais e técnicas da empresa. Tais atividades, seguindo os objetivos propostos, podem ser ministradas de forma coletiva ou individual. Para cada projeto o Pedagogo Empresarial deve escolher a melhor técnica, substituindo estratégias para melhor proveito do indivíduo e da empresa, se necessário. Entre as técnicas sugeridas se destacam a automatização, o método do todo e de projetos, reprodução por demonstração, aula expositiva como parte de uma palestra, conferencia com narrativas e exposição, técnicas de trabalho em grupo, cruzados, e outros. Cada um com seu desenvolvimento e dinâmicas adequados, merecendo constante atualização por parte do Pedagogo Empresarial.
Acredito que o sistema de instrução programada praticado na educação à distância possa ser incorporado à empresa, possibilitando inclusive o envolvimento de familiares e outros interessados na obtenção de conhecimentos com vistas ao preenchimento de vaga na empresa, estando previamente qualificado para determinados cargos. Essa forma de educação pode abranger conteúdos específicos da empresa e outras áreas do conhecimento humano. De maneira geral o processo de ensino-aprendizagem deve estimular o pensamento, possibilitando ao indivíduo interagir consigo mesmo, com seus saberes, práticas e referências, em uma espécie de auto-reflexão, na busca constante de melhores resultados como parte da empresa. As mudanças quanto à qualidade do ensino fica por conta do que se pode observar na atmosfera do ambiente, quanto à dedicação e assiduidade do funcionário, motivado e envolvido em sua função e com os que dela fazem parte.  Para isso existem caminhos que devem ser percorridos, obstáculos a serem vencidos e respostas a serem buscadas em particular e coletivamente, tendo em vista a superação e avanços em favor da empresa e da vida dos que a compõem.
Treinar é tornar apto, com saberes e práticas atualizadas, tornando-se referência para os demais. Dessa forma o Pedagogo Empresarial precisa estar sempre atualizado, criando e elaborando meios para atuar de forma eficiente. Para isso deve estar atendo aos aspectos que envolvem as pessoas de todos os setores da empresa, tais como amizades, humor, relacionamentos, capacidades apresentadas, dificuldades e outros. Nesse sentido, em um processo de constante observação, de conhecimento e saber, o Pedagogo Empresarial atuará para desenvolver, aprimorar, e mesmo descobrir talentos escondidos. Isso se dará por meio de atividades e programas, treinamentos que estimulem uma participação constante dos funcionários. Em sua atuação deve destacar as questões éticas, eliminar o stress, a superação de valores conflitantes e desmotivadores, o bom relacionamento entre os funcionários, as hierarquias e mesmo no contexto familiar.
Os funcionários devem cuidar e valorizar a imagem da empresa, a qual, com o tempo devem tornar-se parte da vida e vivência de seus funcionários. As relações entre os funcionários devem refletir de maneira positiva diante do público como forma de comunicar os valores da empresa. Isso deve ser manifestado tanto no contexto interno quanto externo, especialmente no contato com o público, razão da existência da empresa. Situações conflitantes e diversas devem ser tratadas em particular priorizando o bom relacionamento entre os funcionários e o público. Outro valor que pode ser trabalhados e deve ser respeitado diz respeito à espiritualidade, de maneira a ressaltar a importância de se manter e aumentar a fé, a perseverança, o perdão nas relações humanas. Esses valores familiares e individuais contribuem para a segurança e a auto-estima do indivíduo e do grupo, o que se fará por meio da educação na pessoa do pedagogo.
Enquanto Pedagogo Empresarial deve estar atento às áreas que abrangem a economia, a filosofia, a psicologia, a sociologia e outras de cunho humanitários. Diferentemente do psicólogo, que no contexto empresarial traça o perfil psicológico comportamental dos profissionais, ele é capaz de observar e analisar as reais necessidades e deficiências de seu ambiente de trabalho, reconhecendo na composição do grupo a oportunidade de trabalhar para seu melhor desempenho profissional, além de minimizar conflitos. Trabalha com a motivação do indivíduo, de maneira que sua produtividade seja sempre crescente, mantendo-se satisfeito e de moral elevado no âmbito da empresa, gerando uma maior lucratividade para a mesma. Isso o Pedagogo Empresarial faz pesquisando, elaborando e implantando projetos voltados ao conhecimento e aprimoramento contínuo das técnicas de trabalho, sem deixar de lado as necessidades pessoais e interpessoais, e familiares dos funcionários.
O Pedagogo Empresarial é um facilitador nas relações empregador-empregado, de maneira a dar suporte no âmbito das capacidades, ministrando conhecimentos por meio de treinamentos, capacitação contínua, minimizando inclusive custos operacionais, evitando-se assim a troca desnecessária e constante dos funcionários, motivando-os para estar em um estado de constante capacitar-se, dentro e fora do âmbito da empresa. Atuará como um articulador, gerenciando conhecimentos que possam estar de acordo com os interesses da empresa, que favoreçam e conciliem os interesses de ambas as partes. O empresário que investe na formação de seus funcionários tem na pessoa do Pedagogo Empresarial, de maneira muito específica valoriza o desempenho de cada indivíduo, mantendo constante programa de capacitação pelo bem de sua empresa. Essa capacitação manifesta-se por meio de uma maior produtividade, o que trará à empresa maiores possibilidades de manter seus clientes fiéis e satisfeitos.
Com respeito à disseminação de saberes, práticas e referências observadas na atuação em empresas alguns destaques ficam por conta de cursos e treinamentos direcionados à capacitação de pedagogos e demais profissionais envolvidos com a área de ensino-aprendizagem no âmbito das empresas. O objetivo é formar pessoas com habilidades para atuar na formação permanente de colaboradores no âmbito da educação corporativa uma vez que o mercado encontra-se em expansão, segundo entendimento e manifestação de profissionais da área. Esta parte do campo de atuação do pedagogo exige qualificação para que possa desenvolver um bom trabalho. Tais qualificações visam forma e qualificar o Pedagogo Empresarial para atuar no âmbito das necessidades das empresas, estando preparadas para a execução de atividades e funções diversas, bem como oportunizando aos interessados o conhecimento adequado e necessário para vir a fazer parte da mesma. Ainda, segundo entendimento dos profissionais que capacitam esses Pedagogos Empresariais, este deve identificar os interesses e necessidades dos indivíduos, e por extensão e afinidades, dos próprios familiares e clientes, aprimorando seu processo de formação sintonizado com uma busca constante e aprofundamento teórico-prático de suas atribuições pedagógicas. Estará assim capacitado para oferecer meios e conteúdos, a partir da realidade empresarial, aos meios de produção, que é a empresa, com vistas a que alcancem seus propósitos. Esses propósitos tornam-se, assim, de cada funcionário comprometido e bem esclarecido.
Alguns procedimentos técnicos e humanizados que fazem parte da atuação do Pedagogo Empresarial inclui a busca constante de estratégias e metodologias, em todas as áreas do conhecimento já citadas possibilitando uma melhor compreensão e apropriação das informações e conhecimentos pelo educando, em acordo com os propósitos da empresa. Com didática, metodologia, estratégias e recursos adequados, este proceder acontece no âmbito da qualificação, requalificação, da produção e construção de saberes funcionais. Visa produzir, construir e fortalecer (atualizar) o conhecimento (saberes e práticas) de cada funcionário em todos os setores. De maneira bem programada visa adequar, estruturar, treinar e desenvolver capacidades coletivas e individuais. Como responsável pelo Departamento de Recursos Humanos, cabe ao Pedagogo Empresarial o levantamento e conhecimento de cada funcionário. Isso possibilitará incluí-lo em projetos de constante capacitação. Essa atuação, sempre que possível, deve ser feita em conjunto com outros profissionais da empresa, tais como psicólogo, gestores e profissionais de áreas afins, agregando valores e conhecimentos para enriquecer um projeto e/ou programa educacional.
O Pedagogo Empresarial pode atuar em empresas de educação corporativa ou em empresas particulares, com esse foco, sempre com direcionamento na elaboração de programas instrucionais ou diretrizes didáticas.  Essa ação educativa, citando Monteiro (apud SOUZA, 2006), é “resumida em três competências básicas: planejar a aprendizagem, facilitar a aprendizagem e avaliar a aprendizagem...”. A atuação do Pedagogo Empresarial tem abertura no campo das Universidades Corporativas, no âmbito da Seleção de Pessoal, de Entrevistas, na aplicação de testes de conhecimentos ou de capacidade, testes psicológicos e de personalidades, com restrição a atuação e interpretação do psicólogo enquanto profissional capacitado para esta função. Ainda pode aplicar testes de personalidade, de simulação e dinâmica de grupo. Tudo de forma a corresponder às necessidades levantadas, programando e executando com a colaboração dos demais profissionais da empresa. Ao fazer avaliações, atem-se à sua responsabilidade social no âmbito da empresa e expandi sua atuação para os demais membros da família desses e, levando em consideração todo um contexto. Ainda, em seu campo de atuação, foca sua atividade na formação de liderança e equipes que leve em conta os valores do indivíduo, colocando-o na condição de sujeito importante na composição da empresa e da sociedade. Para tanto precisa demonstrar conhecimentos e domínio  também nas áreas de humanização, psicologia, sociologia e espiritualidade.  Essas áreas, reforçando, são essenciais na conduta do profissional de educação, uma vez que, em maior ou menor grau, diz respeito à convivência de todo e qualquer ser humano.
Na era em que vivemos, com o advento da inclusão daqueles que são Portadores de Necessidades Especiais, os PNEs, por força de lei as empresas devem abrir espaço em seus quadros de funcionários favorecendo a participação e profissionalização dessa parcela tão significativa da sociedade. Para que isso ocorra, com um programa formulado de maneira adequado, esses precisam ser capacitados para exercer múltiplas funções de acordo com suas condições. Tarefa que cabe também ao Pedagogo Empresarial em conjunto com outros profissionais da empresa. Começando pela formação de uma comissão ou comitê de inclusão, todos os seguimentos da empresa precisam ser orientados quanto a inclusão dos PNEs, coma formulação de um mapeamento das funções que podem ser desempenhadas por esses, quais as estratégias e definições de contratação e treinamentos até a implantação efetiva. Dentro do planejamento e trabalho com os PNEs há que se contar com todos os seguimentos da empresa, sendo prioritário o comprometimento do empresário, não somente como cumprimento da lei, mas oferecendo e oportunizando reais condições para o desempenho profissional desses. Esse programa começa com informação, orientação e sensibilização dos gestores, funcionários e a seleção dos interessados, sem discriminação. Todos devem ser tratados de maneira igualitária, com seleção, qualificação e sistema de avaliação, de maneira que, sem privilégios, sejam incluídos no rol de colaboradores da empresa, incluindo salário e condições dignas às suas condições e funções.
Outro destaque na atuação do Pedagogo Empresarial com resultados positivos para a empresa e para a sociedade é a inserção da educação ambiental em seu planejamento. A empresa, como parte da sociedade pode contribuir significativamente para a disseminação dos ideais ecológicos, com uma educação sistemática quanto às formas adequadas e legais no trato com o meio ambiente. O educador responsável por esta empreitada terá desde a parte teórica e legal, muito conteúdo relacionado ao trabalho e vivencias dos funcionários, qualificando-os e auxiliando-os no sentido de manter um relacionamento mais estreito e respeitoso com o meio em que vivem, servindo de referências onde atuam. Isso contribui para a mudança na postura de todos, a começar pelo empresário, o qual deverá demonstrar só não uma preocupação com o que a lei lhe determina enquanto gestor do negócio, mas uma visão humana e ampliada de suas responsabilidades sociais e ecológicas. Sua postura servirá de apoio e motivação para agregar mais valores a seus produtos, em acordo com a nova ordem mundial nesse setor. O Pedagogo Empresarial deve começar a conhecer a realidade da empresa neste setor, partindo do empresário, verificando que comprometimento existe em questões ecológicas e como esta relação se dá entre o empregador e os empregados. Que tipo de orientação já foi dado quanto a este tema. Que projetos ou programas estão em curso no momento na empresa. O que é necessário atualizar ou modificar para se atingir o maior número de pessoas, dentro da empresa e por extensão, fora da empresa, demonstrando seu envolvimento e a importância de se preservar o meio ambiente. Se nada disso ainda foi feito, o Pedagogo Empresarial com apoio do empresário, por si mesmo ou juntamente outros profissionais, terá a oportunidade de desenvolver um programa de orientação ecológica, seguindo os passos desde a pesquisa, a parte teórica, legal, prática em curso, danos observáveis e possíveis de ocorrência futura, até a execução e avaliação permanente e constante do processo.
Assim chegamos ao ponto em que se destaca a importância do Pedagogo na empresa. Toda área de envolvimento dentro da empresa diz respeito ao pedagogo, onde o ensino-aprendizagem esteja presente; desde a seleção, mantendo constante programa de treinamento e capacitação aos funcionários com vistas à melhoria da empresa em todos os setores. O Pedagogo Empresarial com conhecimentos, habilidades e atitudes, constantemente atualizadas, estará apto a exercer sua função muito para além do setor de RH, mesmo que ligado a este, rompendo a barreira da estagnação operacional que cerca este departamento em muitas empresas. Somente com treinamento e desenvolvimento pessoal, estendido aos funcionários e empresários, haverá transformações e mudanças significativas. Tudo isso requer uma didática esclarecida e esclarecedora por parte do Pedagogo Empresarial. Os resultados e progressos somente serão observáveis com a aplicação de recursos adequados e técnicas de ensino que estejam em conformidade com a realidade de cada empresa. É a didática que levará os envolvidos a pontos específicos, norteadores de todo o programa-processo. Esse deve contar com projetos e planejamentos que demonstrem uma boa organização de materiais, e proponha um caminho bem definido para ser seguido. As metas e os objetivos devem estar bem formulados, com flexibilidade no decorrer do projeto visando ao melhor resultado.
Ampliando a atuação do Pedagogo Empresarial, mesmo que leve algum tempo, é importante conhecer os funcionários em relação à sua origem, seus envolvimentos, formação, cultura, anseios e objetivos. Isso possibilitará elaborar projetos educacionais que estejam adequados aos objetivos da empresa, ou equipá-los para que na compreensão desses objetivos, possam produzir cada vez mais e melhor como a parte integrante e mais importante da empresa e da sociedade. Mantidos em forma de educação contínua, os saberes acumulados no contexto da empresa e da sociedade, transitórios ou técnicos, possibilitará um trabalho permanente, cuja gestão de sua competência e conhecimento pode e devem ser articulados com outros valores e profissionais, todos com a função de obter mudanças no comportamento e comprometimento do indivíduo com a empresa.

3. CONCLUSÃO:

Considerando o conteúdo indicado, observando algumas práticas em ambientes de empresas comerciais, mais especificamente na prestação de serviços, fica demonstrado que a atuação do Pedagogo Empresarial é fundamental para melhorar os relacionamentos em todos os sentidos. Sua atuação qualifica os envolvidos na melhoria da produtividade, maior aproximação com os clientes, possibilitando uma maior e mais rápida expansão da empresa. Suas atribuições podem ser unicelular, um uma única empresa, ou pluricelular, em diversas empresas, e mesmo com uma atuação conjunta com outros Pedagogos e demais profissionais. Com essa colaboração é possível elaborar em conjunto um Programa de Ensino-Aprendizagem Empresarial, considerando os aspectos gerais e específicos aplicáveis a cada empresa.
Partindo desse entendimento, projeto a possibilidade de se realizar um grande fórum educativo como forma de abertura e divulgação do programa, setorizando as empresas participantes e mobilizando a sociedade para conhecer os objetivos desse programa no âmbito das empresas e da sociedade. Uma vez levado ao conhecimento da sociedade como uma espécie de Universidade Corporativa, disseminada nas empresas, pode-se traçar planos com constante trocar de idéias entre os envolvidos. Isso possibilitará o compartilhamento de teorias e práticas enquanto colaboradores, no que for possível, podendo trabalhar em suas unidades empresariais, ou em forma de rodízio disciplinar, concluindo com uma cerimônia aberta ao público. Este não seria um programa ou processo estanque, com um fim em si mesmo. Deve ter um caráter permanente, contínuo, seguindo uma espécie de rotatividade no âmbito das empresas evoluindo-se na qualificação de todos os envolvidos.
Ainda, podem ser oferecidos cursos de capacitação, palestras, atividades em grupos envolvendo inclusive a família dos funcionários, o que certamente enriqueceria e motivaria a todos numa forma de valorização conjunta, com recursos necessários à disposição da comissão organizadora, cuja responsabilidade recai sobre o Pedagogo Empresarial. Em todos os sentidos, um plano de ação bem elaborado deve ser traçado com metas a curto, médio e longo prazo. Os conteúdos devem ser cuidadosamente escolhidos, com o conteúdo programático devidamente distribuído ao longo de um determinado período. Deve haver uma proposta clara de começo, meio e fim. Quanto à periodicidade dos encontros, esses seguem de acordo com os objetivos propostos, em etapas, podendo ser semanal, quinzenal ou mensal. O importante é que ocorra de maneira a não prejudicar o andamento dos trabalhos na(s) empresa(s) e que não seja de maneira imposta simplesmente para cumprir um calendário da(s) empresa(s).  É importante que haja um tempo de preparação e desenvolvimento, com esclarecimentos e motivação; que se demonstre a importância de se engajar nesse programa.
A avaliação é um momento importante, envolvendo preferencialmente todos os participantes, pois serão as ações de cada um e do grupo que estará sedo observada e avaliada. É fundamental que haja uma atmosfera de confiança na troca de ideais, possibilitando inclusive observar o surgimento de novos líderes, numa atitude mais comprometida e conscientizada. E considerando a ampla área de atuação do Pedagogo Empresarial, devido às situações muitas vezes conflituosas, como parte de suas atribuições poderá manter um programa de estudos e trabalho junto às famílias com vistas à melhoria do contexto familiar. Este trabalho, dentro das possibilidades, pode ser realizado em conjunto com outros profissionais, tais como psicólogo e assistente social, mais especificamente.
Assim, chego ao fim deste trabalho mantendo firme posição de que o Pedagogo Empresarial é fundamental na composição de uma empresa. Isso se deve ao grande potencial e capacidade que o mesmo acumula, constantemente qualificado e requalificado, sabedor de suas responsabilidades diante de toda uma sociedade funcional e detentora de saberes variados, e prática fundamentadas em anos de experiências, necessitada de valorização e de novos referencias e desafios.

(Caldas Novas, Outubro de 2012)
Por Naação Luiz da Silva
Fonte: http://monografias.brasilescola.com/pedagogia/pedagogia-empresarial-valorizando-saberes-qualificando-praticas.htm

quinta-feira, 14 de agosto de 2014

Prof. Marcelo Clemente, ministra Conferências em Boa Vista - Roraima

Em agosto deste ano, A FAEL de Boa Vista promoverá encontros para oportunizar a jovens estudantes, a chance de participarem de palestras motivacionais, que visam a troca de experiências e agregam valor e conhecimento.
Com o tema “Desenvolvimento Pessoal e Profissional – Chaves para uma vida de sucesso”, as conferências têm o objetivo principal de incentivar os jovens a iniciarem o ensino superior, em busca de oportunidades de crescimento profissional e melhoria da qualidade de vida.

post-site(1)



“Com caráter motivacional, as palestras também serão centradas em gestão de mudanças, visando à reflexão da vida dos jovens participantes, no sentido de darem, efetivamente, um passo rumo à construção de um futuro comprometido com excelência e crescimento pessoal e profissional”, explica Shirlene Mota, parceira do polo.
Além disso, os eventos também visam a autodescoberta e a identificação de habilidades e interesses, facilitando o planejamento dos projetos de vida.
Para proporcionar estes importantes momentos, o polo FAEL de Boa Vista convidou o professor universitário Marcelo Clemente, para ministrar as palestras, que serão totalmente gratuitas.
Clemente é pedagogo, psicopedagogo Clínico e Institucional e mestre em Educação e Saúde pela Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), além de ser um experiente palestrante, com vivência no universo acadêmico e corporativo e atuação no desenvolvimento de cursos e oficinas do Senac de São Paulo.
As palestras serão realizadas nos seguintes dias e horários:
  • Sexta – 15/08, às 19h, no Aipana Plaza Hotel (Praça Centro Cívico 974), localizado no centro de Boa Vista.
  • Sábado – 16/08, às 9h, na FAEL de Boa Vista (Avenida Mário Homem de Melo 1101), localizada no bairro Mecejana.
Os interessados em participar do encontro devem realizar suas inscrições no portal da FAEL, pelo endereço: www.fael.edu.br/eventos/boavista
Jaqueline Moreira/Virgilius Ceccon

Fonte: http://www.fael.edu.br/noticias/fael-de-boa-vista-realizara-palestras-motivacionais/

terça-feira, 28 de janeiro de 2014

Curso sobre Pedagogia Empresarial

Dias 15 e 22 de fevereiro, o Instituto Paulista de Educação e Saúde - IPES, promoverá mais uma edição do curso de Pedagogia Empresarial.



Data: 15 e 22/02/2014

Horário: das 13h às 17h.

Investimento: $ 300,00 - Em 2x de $ 150,00

Inclui: Participação no treinamento, material de apoio, certificado expedido pelo Instituto de Educação e Saúde - IPES e Coffee Break.

Local: Auditório Stanford - Av. Jabaquara (Próximo ao metrô São Judas)

Estacionamento gratuito

Público-alvo:
Pedagogos, docentes e graduados em diversas áreas do conhecimento que possuam interesse em atuar na gestão de pessoas, na área de treinamento e no desenvolvimento profissional.

Temas:
Novos rumos da pedagogia no Brasil - Campos de atuação; 
Papel do Pedagogo nas Organizações;
Educação permanente, treinamento e desenvolvimento humano;
Ética pessoal, profissional e organizacional;
Comportamento e postura profissional;
Introdução a Teoria Geral da Administração;
Gestão de Pessoas.





Prof. Marcelo Clemente e alunas do Curso de Pedagogia Empresarial do 
Instituto Paulista de Educação e Saúde - IPES

Preletores:
 Marcelo Clemente - Mestre em Educação pela Universidade Federal de São Paulo. Pedagogo e Psicopedagogo Clínico e Institucional. Atuou como Coordenador da área de TI do Senac. Professor de cursos de pós graduação. Palestrante. Consultor Pedagógico e Empresarial. Palestrante com experiência em Treinamento e Desenvolvimento de Pessoas, tendo prestado consultorias em empresas como FEBRABAN - Federação Brasileira de Bancos, Companhia Brasileira de Alimentos - CBA, SEPROSP – Sindicato das Empresas de Processamento de Dados e Serviços de Informática do Estado de São Paulo, Grupo Don Bosco, Hospital Geral de Taipas, Prefeitura Municipal de São Paulo entre outras.
É Mediador do Programa de Enriquecimento Instrumental, certificado pelo Institute Feuerstein - Jerusalém, Israel.

Meire Reis - Economista graduada pela Universidade Prebiteriana Mackenzie. Especialista em Recursos Humanos pela FAAP. MBA em Gestão Empresarial. Consultora e Professora Universitária. Larga experiência nas àreas de Treinamento e Desenvolvimento de Pessoas no mundo corporativo
.


Profª Meire Reis, ministrando aula sobre Treinamento e Desenvolvimento de Pessoas.

Alunas realizando atividade em dupla, durante o curso de Pedagogia Empresarial

Caso tenha interesse em participar, envie um e-mail, formalizado seu interesse e entraremos em contato.

Informações e inscrições: marcelorhema@gmail.com



Fone: (11) 9 7472-5474 com Prof. Marcelo



sábado, 26 de outubro de 2013

Prof. Marcelo Clemente, ministrou palestra sobre "O mercado de trabalho para o Pedagogo no âmbito hospitalar e corporativo" na UNISANTANNA





O Centro Universitário UniSant'Anna, promoveu no mês de outubro, a Semana Intercursos. 

O Prof. Marcelo Clemente, foi convidado para ministrar aos alunos do curso de Pedagogia uma palestra sobre: "O mercado de trabalho para o Pedagogo no âmbito hospitalar e corporativo." 




Foi um tempo precioso de compartilhamento de experiências e orientação sobre a carreira do educador.



Prof. Marcelo Clemente ministrará uma palestra sobre Pedagogia Hospitalar em evento na Faculdade FACICA/MG


VI JORNADA PEDAGÓGICA
FACICA – CAMPOS GERAIS

FACICA—FACULDADE DE CIÊNCIAS E TECNOLOGIAS DE  CAMPOS GERAIS/ MG

 
“OS LUGARES QUE O PEDAGOGO ATUA: ESPAÇOS ESCOLARES E NÃO ESCOLARES”

PROGRAMAÇÃO 

04 de novembro
Local: ACTUS
19:00hs – Inscrição e entrega de Materiais
19:30hs – Apresentação Cultural – VOZ e VIOLÃO com Daniel Bardô
20:00hs - Palestra
Prof. Dr. André Luiz Sena Mariano
 Coordenador do Curso de  Pedagogia Licenciatura—UNIFAL
Tema: “A Docência como eixo central da profissão do  Pedagogo”


05 de novembro
Local: ACTUS
19:00 hs— Apresentação dos Trabalhos de Conclusão de Curso dos formandos 2013

06 de novembro
Local: ACTUS
19:00 hs— Apresentação dos Trabalhos de Conclusão de Curso dos formandos 2013


07 de novembro
Local: ACTUS
19:00—Coral do Presídio de Alfenas
19:30—Palestra
Tema: Pedagogia Prisional realidade do município de Alfenas/MG
Prof. Helizandro César Sales
Pedagogo—Diretor Geral do Presídio de Alfenas



08 de novembro
Local: ACTUS
19:00—Apresentação cultural— POESIA E VIOLÃO  com Nadson Martins
19:30— Palestra: Tema: “Pedagogia Hospitalar no Brasil”
Prof. Ms Marcelo Clemente
Mestre em Educação e Saúde pela Universidade Federal de São Paulo - UNIFESP. Pedagogo com especialização em em Desenvolvimento Humano, Educação e Inclusão Escolar e em Psicopedagogia Clínica e Institucional. Professor universitário em cursos de graduação e pós graduação em Pedagogia Hospitalar.


 EXPOSIÇÃO:

Feira de Livros - Ciranda Cultural
Representante: Iolanda—6 período Pedagogia

Apresentação de Trabalhos da Prof. Ms. Vaneide Arantes  - sexto período de Pedagogia

quarta-feira, 2 de outubro de 2013

V SEMINÁRIO DE EDUCAÇÃO DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA – IFSP

Serei um dos Preletores. Estão todos convidados!
V SEMINÁRIO DE EDUCAÇÃO DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA – IFSP
TEMA: A TEORIA E A PRÁTICA NA FORMAÇÃO DO PROFESSOR: DILEMAS E DESAFIOS.
De 21 a 23 de outubro de 2013.

Local: 
INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA – IFSP - Campus São Paulo
Rua Pedro Vicente, 625 – Canindé/SP

PÚBLICO ALVO: Alunos das licenciaturas e dos demais cursos superiores, alunos da Pós-graduação em Formação de Professores, profissionais da área.

PROGRAMAÇÃO

Dia 21 de outubro (segunda-feira).
Auditório Alvo Ivo de Vicenzo.

19h00 – 19h30min Abertura
Prof. Me. Luís Cláudio de Matos
Diretor Geral do Campus São Paulo

19h30 – 20h30min Palestra 1
Aprendizagem da docência: o espaço da teoria e da prática no atendimento escolar hospitalar

Profa. Dra. Amália Neide Covic
Graduada em Física pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, Especialista em Física Médica PUC/SP, Mestre e Doutora em Educação (Currículo) PUC/SP. Atualmente é Coordenadora e Formadora de Professores para atuação em Atendimento Escolar Hospitalar no Instituto de Oncologia Pediátrica - Grupo de Apoio ao Adolescente e a Criança com Câncer - Universidade Federal de São Paulo, docente permanente do Programa de Pós-graduação em Educação e Saúde na Infância e na Adolescência da UNIFESP/Campus Guarulhos.

20h30min – 22h00 Palestra 2
Bullying escolar – O gigante está adormecido? Reflexão, realidade e ações preventivas.

Prof. Me. Marcelo Clemente
Mestre em Educação e Saúde na Infância e Adolescência pela Universidade Federal de São Paulo - UNIFESP. Pedagogo com especialização em Psicopedagogia Clínica e Institucional.
http://obullyingnasescolas.blogspot.com.br/
____________________________________________________________

Dia 22 de outubro (terça-feira).
Auditório Aldo Ivo de Vicenzo.

8h30min – 8h30min Palestra 1
Formação do professor: Perspectivas contemporâneas

Prof. Me. Leandro Tadeu Luz – IFSP
Licenciado em Letras e Especialista em Educação pela UFMS. Mestre em Estudos da Linguagem pela UEL e Doutorando em Língua Portuguesa pela PUC/SP. Pesquisa a formação do professor de línguas, especificamente as crenças de professores em formação inicial sobre leitura e escrita. É professor do IFSP.

9h30min – 10h30min Palestra 2
Professor homem na Educação Infantil – uma identidade em construção?

Psicóloga Me. Maria Arlete Bastos Pereira
Graduada em Psicologia pela Universidade São Francisco. Mestre em Educação e Saúde na Infância Adolescência pela Universidade Federal de São Paulo - UNIFESP. Atua como Psicóloga Escolar, na Divisão Técnica de Políticas para Diversidade e Inclusão Educacional da Secretaria Municipal de Educação de Guarulhos.

10h30min – 11h30min Palestra 3
Professores e seus relatos de experiência. Distâncias entre teoria educativa e prática escolar: o caso da São Paulo redemocrática.

Profa. Me. Suzana Iris Bezerra
Historiadora pela UNESP, Mestre em Educação e Saúde na Infância e Adolescência pela UNIFESP e Doutoranda na mesma área. Dedicou-se ao estudo da adolescência em situação de pobreza urbana, periódicos educacionais e relações institucionais entre governo e professorado. Integra o Grupo de Pesquisas e Estudos sobre a Infância e a Adolescência GRUPESCI, do Laboratório de Estudos de Vulnerabilidades Infantis –LEVI.

12h00 – 13h00 – Intervalo (almoço)

13h30min - 18h00 Auditório SP1
Comunicação oral coordenada.
Apresentação de trabalhos científicos e relatos de prática.
_____________________________________________________________
Dia 23 de outubro (quarta-feira).

14h00 – 17h00 Sala 333
Oficina - Comunicação Corporal

Prof. Me. Fredyson Hilton da Cunha
Licenciado em Educação Física pela Universidade Federal de Mato Grosso/UFMS e Doutorando em Artes da Cena pela UNICAMP. É Professor do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo - IFSP. Tem experiência e interesse na pesquisa em danças brasileiras, dança contemporânea e criação coreográfica. Formação de bailarino em dança clássica, contemporânea e dança-teatro.

18h00 – 21h00 Auditório da Eletrônica
Comunicação oral coordenada.
Apresentação de trabalhos científicos e relatos de prática.

Organização:


Coordenação da Pós-Graduação Lato Sensu em Formação de Professores – IFSP/ Campus SP.

quarta-feira, 21 de agosto de 2013

5º Encontro Brasileiro de Mediadores

O Senac São Paulo, realizaou no dia 29 de junho o 
5º Encontro Brasileiro de Mediadores - Educação para Vida e para o Trabalho: desenvolvendo competências para o século 21.

Cerca de 250 profissionais de diversas áreas participaram do V Encontro Brasileiro de Mediadores, promovido pelo Senac São Paulo. No evento, diversos temas foram abordados, dentre eles: - Importância da Empatia, Afetividade e Família na Relação Educativa. Que educadores precisamos? Palestra proferida por pelo Prof. Lorenzo Tébar (Espanha). 
Outro tema abordado foi - O Choque de Gerações no Mercado de Trabalho - O jovem e seu momento atual - MInistrado pelo Prof. Marcelo Reis Clemente ( enac - São Paulo).

 Prof. Marcelo Clemente ( Senac - SP)
 Prof. Lorenzo Tébar (Espanha)

 Momento de descontração durante a palestra do Prof. Marcelo Clemente


Painel utilizado para despertar a reflexão sobre a Educação Profissionalizante no Brasil.


quinta-feira, 1 de agosto de 2013

O Senac Consolação realiza, de 1º a 5 de outubro, a 8ª edição da Semana Senac de Inclusão e Diversidade. O tema deste ano é Mercado de Trabalho, Diversidade Profissional e Valorização da Competência.


Esse é um espaço de promoção do diálogo e compartilhamento de experiências em torno do tema inclusão social e educacional.


O evento é aberto a educadores, gestores de recursos humanos e do terceiro setor, estudantes, empresários, profissionais da área da saúde e público interessado no tema.

Todas as atividades da semana contarão com audiodescrição e interpretação em Libras.

Senac Consolação
Rua Dr. Vila Nova, 228 - 1º andar - Centro
São Paulo - SP
E-mail: consolacao@sp.senac.br
Telefone: 11.2189-2100
Data e Horário
01/10/2013 até 05/10/2013
Preço
Participação gratuita 

Programação:
Workshop de Inclusão com apresentação do curtas Dicas de Convivência, do Instituto Mara Gabrilli
Data e horário: 
01/10/2013 das 14 às 17 horas

Pedro Paulo Barros Zogbi
Psicólogo, especialista em Educação Inclusiva e Deficiência Intelectual pela Faculdade de Educação da PUC. Experiência em recrutamento e seleção de pessoas com deficiência, atuação com programas de Responsabilidade Corporativa em Diversidade. Docente do Senac Consolação, atuando na capacitação de jovens e em programas de inclusão de pessoas com deficiência no ambiente corporativo.

Oficina de Libras: Noções Básicas de Cultura Surda e Como se Comunicar com Surdos
Data e horário: 
02/10/2013 das 15 às 16 horas

Eduardo Pereira Silva
Bacharel em Teologia, formado pela Feneis no curso de Instrutores de Libras. É docente de Libras do Senac Consolação e da Faculdade Teológica Batista de São Paulo.

A oficina será realizada na sala 411 – 4º andar

Oficina: Sem Sentido, tem Sentido – Como a aprendizagem ocorre quando se é privado do sentido da visão?
Data e horário: 
02/10/2013 das 16h30 às 17h30

Teresa Pereira
Psicopedagoga pós-graduada pelo Instituto Isabel/RJ, Especialização em Deficiência Intelectual pela UGF/SP, Formação em Pedagogia pela Faculdade Cândido Mendes com habilitação em Direção Escolar. Formações no Programa de Enriquecimento Instrumental para cegos – PEI Tátil- Instituto Feuertein/ Paris e no Curso Learning Potential Assessment Device (LPAD)- ICELP (International Center for the Enhancement of Learning Potential - Jerusalém / Israel. Especialista em mediação cognitiva pelo ICELP. Docente da área de Educação do Senac Consolação e consultora de desenvolvimento das Oficinas de Raciocínio Lógico.

A oficina será realizada na sala 411 - 4º andar

Sessão Pipoca: Colegas, de Marcelo Galvão
Data e horário: 
02/10/2013 das 19 às 21 horas

A atividade será realizada no Auditório Nobre - térreo

Sessão Pipoca: Intocáveis, de Eric Toledano
Data e horário: 
03/10/2013 das 15 às 16 horas

A atividade será realizada no Auditório Nobre - térreo

World Café: As diferentes posturas empresariais frente ao processo de inclusão
Data e horário: 
03/10/2013 das 19 horas às 21h30

Pedro Paulo Zogbi
Psicólogo, especialista em Educação Inclusiva e Deficiência Intelectual pela Faculdade de Educação da PUC. Experiência em recrutamento e seleção de pessoas com deficiência, atuação com programas de Responsabilidade Corporativa em Diversidade. Docente do Senac Consolação, atuando na capacitação de jovens e em programas de inclusão de pessoas com deficiência no ambiente corporativo.

A atividade será realizada na sala 114 - 1º andar

Roda de Conversa: Mercado de trabalho, diversidade profissional e valorização da competência
Data e horário: 
04/10/2013 das 18h30 às 21h30

Roseli Behaker Garcia - Graduada em Letras, pós-graduada em Linguagem das Artes e mestre em Educação, Arte e História da Cultura. Profissional da área de Recursos Humanos há 17 anos, ministrando palestras sobre inclusão, mercado de trabalho, motivação. Representou o Brasil no Congresso Internacional para Mulheres com Deficiência Visual no Canadá em 1996. Atriz há oito anos pela Oficina dos Menestréis dirigida por Deto Montenegro.

Pedro Paulo Zogbi- Psicólogo, especialista em Educação Inclusiva e Deficiência Intelectual pela Faculdade de Educação da PUC. Experiência em recrutamento e seleção de pessoas com deficiência, atuação com programas de Responsabilidade Corporativa em Diversidade. Docente do Senac Consolação, atuando na capacitação de jovens e em programas de inclusão de pessoas com deficiência no ambiente corporativo.

Silvana Cambiaghi - Arquiteta, mestre em desenho universal pela Faculdade de Arquitetura da Universidade de São Paulo, desenvolve trabalho na Prefeitura de São Paulo sobre acessibilidade. É fundadora da Comissão Permanente de Acessibilidade de São Paulo (CPA), membro do grupo de trabalho da revisão de Normas Técnicas de acessibilidade da ABNT. É docente de cursos de Mestrado em Design e em Tecnologia Assistiva. Ministra palestras no Brasil e no exterior e ganhou no ano de 2000 o prêmio internacional "Horizontes que convergem" conferido pela Universidad de Guanajuato (México).

Marçal Souza - Produtor executivo do filme Colegas, o paranaense, nascido em Porecatu, fixou-se em São Paulo, onde iniciou sua carreira ainda jovem, em filmes do diretor argentino Hector Babenco. A longa parceria, iniciada com O rei da noite (1976), rendeu os premiados Lúcio Flávio, o passageiro da agonia, Pixote: a lei do mais fraco, O Beijo da Mulher Aranha e Brincando nos campos do senhor. Além de Babenco, Marçal produziu cineastas renomados como Francisco Ramalho Jr., Ugo Giorgetti, Walter Hugo Khouri, André Klotzel, Sergio Rezende, Marcelo Galvão, entre outros.


Ariel Goldenberg e Rita Pokk - Atores protagonistas do filme Colegas - Atuaram pela primeira vez juntos numa versão teatral de "Romeu e Julieta". Ariel conseguiu papéis na novela "Jamais Te Esquecerei" (2003), do SBT (na qual Rita fez uma participação), e num episódio da série global "Carga Pesada". Depois, já casados, ficaram conhecidos nacionalmente ao participar do documentário "Do Luto à Luta" (2005), de Evaldo Mocarzel, vencedor de seis prêmios no Festival do Recife.

Mediação
Marta Gil - Consultora, socióloga, Coordenadora Executiva do Amankay Instituto de Estudos e Pesquisas, Fellow da Ashoka Empreendedores Sociais e colunista da Revista Reação. Autora do livro “Caminhos da Inclusão – a trajetória da formação profissional de pessoas com deficiência no Senai SP”

Palestras - sábado
Data e horário: 
05/10/2013 das 9 às 18 horas

Intolerância: Preconceito ou incompreensão? - das 9h30 às 11 horas

Marcelo Reis Clemente - Mestre em Educação e Saúde , pedagogo é psicopedagogo clínico e institucional. Professor de pós-graduação, consultor pedagógico e empresarial, palestrante com experiência em treinamento e desenvolvimento de pessoas. É responsável pelo Blog www.rumosdainclusao.blogspot.com.br e docente da área de Tecnologia da Informação do Senac Consolação.

A Inclusão no Trabalho Começa na Empresa ou na Família? - das 11 horas às 12h30

Marta Gil - Consultora, socióloga, Coordenadora Executiva do Amankay Instituto de Estudos e Pesquisas, Fellow da Ashoka Empreendedores Sociais e colunista da Revista Reação. Autora do livro “Caminhos da Inclusão – a trajetória da formação profissional de pessoas com deficiência no Senai.

Ver o Outro: dialogar e compreender para incluir - das 13h30 às 14h30

Roseli Behacker Garcia - Graduada em Letras, pós-graduada em Linguagem das Artes e Mestre em Educação, Arte e História da Cultura. Profissional da área de Recursos Humanos há 17 anos, ministrando palestras sobre inclusão, mercado de trabalho, motivação. Representou o Brasil no Congresso Internacional para Mulheres com Deficiência Visual no Canadá em 1996. Atriz há oito anos pela Oficina dos Menestréis dirigida por Deto Montenegro.

Eu Posso Você Pode – A capacitação profissional enquanto ferramenta educacional para inclusão de pessoas com deficiência no mercado de trabalho – das 14h30 às 15h30

Pedro Paulo Zogbi - Psicólogo, especialista em Educação Inclusiva e Deficiência Intelectual pela Faculdade de Educação da PUC. Experiência em recrutamento e seleção de pessoas com deficiência, atuação com programas de Responsabilidade Corporativa em Diversidade. Docente do Senac Consolação, atuando na capacitação de jovens e em programas de inclusão de pessoas com deficiência no ambiente corporativo.

Segurança no Trabalho e o Compromisso de Incluir – das 15h30 às 16h30
Silvana Cambiaghi - Arquiteta, mestre em desenho universal pela Faculdade de Arquitetura da Universidade de São Paulo, desenvolve trabalho na Prefeitura de São Paulo sobre acessibilidade. É fundadora da Comissão Permanente de Acessibilidade de São Paulo (CPA), membro do grupo de trabalho da revisão de Normas Técnicas de acessibilidade da ABNT. É docente de cursos de Mestrado em Design e em Tecnologia Assistiva. Ministra palestras no Brasil e no exterior e ganhou no ano de 2000 o prêmio internacional "Horizontes que convergem" conferido pela Universidad de Guanajuato (México). Autora do livro, "Desenho Universal: Métodos e Técnicas para arquitetos e Urbanistas" Editora SENAC São Paulo 2007.

Apresentação artística com Roseli Behacker Garcia – das 16h45 às 17 horas.



Informações e inscrições:

E-mail: consolacao@sp.senac.br
Telefone: 11.2189-2100